Saúde e Economia de Francisco no Brasil

(ABEF – Articulação Brasileira para a Economia de Francisco)

5 MIN LEITURA

Construir uma Economia de Francisco que inclua os mais pobres, ribeirinhos e indivíduos que vivem às margens da sociedade requer que Estado, organizações privadas, instituições religiosas e organizações da Sociedade Civil implementem ações e políticas públicas que garantam o acesso da população a serviços de saúde de qualidade.


Belo Horizonte – Tamiris Cristhina Resende *

 

Estamos no século XXI, o século da tecnologia, da inteligência artificial, dos robôs cibernéticos, o século do conhecimento e da abundância de informações. Contudo, há milhões de pessoas excluídas do avanço tecnológico e que além de não terem acesso às tecnologias, ainda não conseguem suprir suas necessidades básicas de alimentação, nutrição e saúde.

É por este motivo que a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou em 2015 uma agenda com 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. A Saúde e o Bem-Estar estão entre estes objetivos que devem ser implementados até 2030 pelos países no mundo.

Na encíclica Laudato Si, o Papa Francisco aborda a saúde a partir de uma perspectiva integral relacionando-a com a preservação do meio ambiente e com a construção de uma ética moral e social. Primeiramente, ele ressalta a doença observável no solo, na água, no ar e nos seres vivos. Além disso, o Papa também ressalta os efeitos nocivos à saúde advindos da exposição aos poluentes atmosféricos e também da poluição produzida pelos resíduos sólidos.

No Brasil, a saúde é um direito social previsto na Constituição Federal de 1988. Este direito é efetivado a partir de um conjunto de políticas públicas que garantem à população o acesso a serviços públicos de saúde.

Todavia, há uma parcela da população brasileira excluída do acesso à serviços básicos de saúde. No documento do Sínodo para a Amazônia, por exemplo, a doença é elencada como uma triste realidade vivida pelos jovens da Amazônia.

A saúde é um direito que possibilita a plenitude no usufruto de outros direitos, como a educação e o lazer. Sendo assim, construir uma Economia de Francisco que inclua os mais pobres, ribeirinhos e indivíduos que vivem às margens da sociedade requer que Estado, organizações privadas, instituições religiosas e Organizações da Sociedade Civil implementem ações e políticas públicas que garantam o acesso da população à serviços de saúde de qualidade.

É importante ressaltar que o direito à saúde é diretamente vinculado à dignidade humana, então defender que as pessoas tenham acesso à serviços de saúde de qualidade é também advogar em prol de uma sociedade mais justa, mais humana e mais igualitária.

.

Referências Bibliográficas
FRANCISCO, Papa. Laudato si: On care for our common home. Our Sunday Visitor, 2015.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Conheça os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU. 25 de setembro de 2015.
Disponível em https://nacoesunidas.org/conheca-os-novos-17-objetivos-de-desenvolvimento-sustentavel-da-onu/. Acesso em 26 de novembro de 2019.

VATICANO. Documento Final do Sínodo especial para a Região Pan-Amazônica. 2019.

.

Tamiris Cristhina Resende


Pesquisadora Visitante na University of Canterbury, Inglaterra. Doutoranda na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Membro da Sociedade Brasileira de Administração Pública (SBAP). Jovem pesquisadora selecionada para o pré-evento e evento Economia de Francisco, em Assis, na Itália

 

  • Saiba mais: ABEF - Articulação Brasileira para a Economia de Francisco

Economia de Francisco

Economia de Francisco e Clara

3 thoughts on “Saúde e Economia de Francisco no Brasil

  • 4 de dezembro de 2019 em 21:44
    Permalink

    Tamiris, que orgulho de você. Além de todo esse talento e dedicação, você é uma Soprano maravilhosa.
    Beijos e que Deus a abençoe, durante essa jornada e outras que virão.

  • 5 de dezembro de 2019 em 23:42
    Permalink

    Parabéns, Tamiris !! Quem diria , a nossa estagiária na Petrobras/REVAP. Realmente, um orgulho vê-la como pesquisadora e ainda mais da área sócio-ambiental ! Um forte abraço e muito mais sucesso !!

  • 6 de dezembro de 2019 em 13:51
    Permalink

    Minha pequena e meu orgulho!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.