APOIO A PROJETOS DA

ECONOMIA DE FRANCISCO

DEFINIÇÕES

O QUE É A ECONOMIA DE FRANCISCO?

ECONOMIA RESTAURATIVA

A Era Industrial, diz Paul Hawken, está morta. Em vez disso, o que deve ser criado é uma economia baseada no desenvolvimento restaurador, uma economia que imite as práticas eficientes da natureza.

ECONOMIA CIRCULAR

Para além do atual modelo industrial extrativo de coleta e desperdício, uma economia circular visa redefinir o crescimento, com foco em benefícios positivos para toda a sociedade. Implica o desacoplamento gradual da atividade econômica do consumo de recursos finitos e a eliminação dos resíduos do sistema.

ECONOMIA VERDE

Uma economia verde é definida como de baixo carbono, eficiente em termos de recursos e socialmente inclusiva. Em uma economia verde, o crescimento do emprego e da renda é impulsionado pelo investimento público e privado em atividades econômicas, infraestrutura e ativos que permitem a redução das emissões e poluição de carbono.

ECONOMIA SOLIDÁRIA

Economia Solidária é o nome dado ao conjunto de atividades econômicas, seja de produção, distribuição, consumo, poupança e crédito organizadas sob a forma de autogestão, forma de organização onde a administração da empresa é feita pelos seus participantes, com democracia direta.

IMPACTO SOCIAL

BANCO DE PROJETOS

Impacto Econômico e Social

ECONOMIA

Mapeamento, divulgação e fomento institucional ou coletivo para iniciativas de Inovação e Solidariedade na Economia de Francisco. 

Impacto Ambiental e Planetário

SUSTENTABILIDADE

Mapeamento de iniciativas de Sustentabilidade e Fraternidade Planetária, norteadores para os Projetos da Economia de Francisco.

Impacto Tecnológico e Futuro

TECNOLOGIA

Mapeamento de projetos com uso das Tecnologias de Impacto do Século 21 como Inteligência Artificial, Robótica, Blockchain e seus usos no Sul Global.

OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL - ONU

PROJETOS ODS 2030

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

ODS 8

Trabalho decente e crescimento econômico para todas as sociedades de forma equânime.

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

ODS 13

Ação contra a Mudanças Global do Clima com iniciativas Locais, Regionais e Globais.

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

ODS 17

Projetos de Parcerias e Meios de Implementação das ODS da ONU com a Sociedade Civil Global e Governos.

ECONOMISTAS

CONVIDADOS DA ECONOMIA DE FRANCISCO

A Economia da Missão oferece um caminho para rejuvenescer o estado e, assim, consertar o capitalismo, em vez de acabar com ele. O caso para uma nova abordagem é esmagador e o projeto de Mariana Mazzucato é ambicioso. Ao focar no imenso poder dos governos para moldar os mercados, ela argumenta que o próprio capitalismo pode ser refeito. Mazzucato visa infundir o capitalismo com interesse público em vez de ganho privado.
Mariana Mazzucato
Prof. London School of Economics
Jeffrey Sachs, professor da Columbia University e diretor do Earth Institute, é um de nossos principais intelectuais públicos. Economista treinado (que se tornou professor titular na Universidade de Harvard quando tinha apenas 29 anos), Sachs ousadamente se aventura em outras disciplinas. Ao contrário de muitos acadêmicos, Sachs está empenhado em divulgar suas ideias ao público, sendo autor do livro best-seller O fim da pobreza: possibilidades econômicas para nosso tempo e, mais recentemente, Riqueza comum: Economia para um planeta lotado .
Jeffrey Sachs
Professor Columbia University
Kate Raworth lança uma nova iniciativa brilhante, com potencial para moldar o mundo. No centro disso está uma plataforma comunitária, aberta a todos que desejam transformar a Donut Economics de uma ideia radical em uma ação transformadora. Estaremos co-criando ferramentas e compartilhando histórias de como construir economias regenerativas e distributivas, trabalhando com professores e legisladores, vilas e cidades, pesquisadores, formuladores de políticas, empresas e agentes de mudança em todo o mundo.
Kate Raworth
Prof. Oxford University
Amartya Sen é professor de Economia em Harvard e foi um dos elaboradores do IDH Índice de Desenvolvimento Humano da ONU. SegundoAmartya Sen, "a fundamentação filosófica, integrada com a reflexão das ciências econômicas, caracteriza uma abordagem com as condições de contemplar, além dos interesses individuais e coletivos, as condições indispensáveis para uma arquitetura social comprometida com os valores e os recursos da democracia que se consagrou como o sistema de organização social, que, com seus múltiplos recursos e instrumentos, respeita, dinamiza e fortalece as diferenças existentes no seu interior."
Amartya Sen
Prof. Harvard University
Joseph Stiglitz , professor da Columbia University e autor de inúmeros trabalhos, entre eles 'Pessoas, Poder e Lucros - O Capitalismo Progressivo Para uma Era de Descontentamento" onde faz um relato dos perigos dos mercados irrestritos e da política monetária e nos mostra uma América em crise. O povo americano, no entanto, está longe de ser impotente, e Joseph Stiglitz oferece um caminho alternativo por meio de sua visão do Capitalismo Progressista, com um conjunto abrangente de mudanças políticas e econômicas.
Joseph Stiglitz
Prof. Columbia University
O professor Muhammad Yunus difundiu a ideia do microcrédito e defendeu o conceito de que o crédito é um direito humano. O Grameen Bank, criado por ele, explorou vários campos e se tornou um sucesso. A instituição fornece microcrédito (pequenos empréstimos para pessoas pobres sem garantias) para ajudar seus clientes a estabelecerem credibilidade e autossuficiência financeira. A habilidade de MuhammedYunus em encontrar e aplicar a ideia de negócio certa para a área rural de Bangladesh o torna um notável economista do desenvolvimento.
Muhammad Yunus
Fundador Grameen Bank

EVENTOS

AGENDAS DA SOCIEDADE CIVIL E GOVERNOS

AÇÕES LOCAIS

Nas Comunidades e Municípios

AÇÕES REGIONAIS

Nos Estados e Países

AÇÕES GLOBAIS

No Mundo

PARCERIAS

SOCIAIS E INSTITUCIONAIS

EQUIPE

VOLUNTÁRIOS

COORDENADOR

Sérgio Storch

COORDENADOR B

Voluntário 2

COORDENADORA C

Voluntária 3

COORDENADOR D

Voluntária 4

TEXTOS

LAUDATO SÍ E A ECONOMIA DE FRANCISCO

Rolar para o topo